Cores secundárias - Quais são?

As cores secundárias são verde, laranja e roxo. Essas cores são formadas pela mistura das cores primárias entre si, que podem resultar dependendo da quantidade de cada mistura diversas tonalidades de uma mesma cor, as quais são nomeadas e registradas pela Pantone.



A teoria das Cores


As teorias de cores criam uma estrutura lógica para a cor. Por exemplo, se tivermos uma variedade de frutas e vegetais, podemos organizá-los por cor e colocá-los em um círculo que mostra as cores em relação um ao outro.Um círculo de cores, baseado em vermelho, amarelo e azul, é tradicional no campo da arte. Sir Isaac Newton desenvolveu o primeiro diagrama circular de cores em 1666.

Desde então, cientistas e artistas têm estudado e projetado inúmeras variações deste conceito. As diferenças de opinião sobre a validade de um formato sobre outro continuam a provocar debate. Na realidade, qualquer círculo de cores ou roda de cores que apresente uma sequência logicamente organizada de tons puros tem mérito.

Cores Primárias, Secundárias e Terciárias 


Cores primárias: vermelho, amarelo e azul
Na teoria das cores tradicionais (usado em tinta e pigmentos), as cores primárias são as três cores que não podem ser misturadas ou formadas por qualquer combinação de outras cores. Todas as outras cores são derivadas destas 3 cores.

Cores secundárias: Verde, Laranja e roxo
Estas são as cores formadas pela mistura das cores primárias.

Cores terciárias: Amarelo-Laranja, Vermelho-Laranja, Vermelho-Roxo, Azul-Roxo, Azul-verde e amarelo-verde
Estas são as cores formadas pela mistura de uma cor primária e uma cor secundária. É por isso que a tonalidade é um nome de duas palavras, como azul-verde, vermelho-violeta, e amarelo-laranja.

Harmonia das Cores

Harmonia pode ser definida como um arranjo agradável de partes, seja música, poesia, cor, ou até mesmo um sorvete sundae.

Em experiências visuais, a harmonia é algo que é agradável aos olhos. Ela envolve o espectador e cria um sentido interno de ordem, um equilíbrio na experiência visual. Quando algo não é harmonioso, ou é aborrecido ou caótico.

O cérebro humano rejeita o que não pode organizar, o que não pode entender. A tarefa visual requer que apresentemos uma estrutura lógica, que pode ser feito em várias circunstâncias, inclusive, combinando cores. A harmonia de cores oferece interesse visual e um senso de ordem, e por isso é tão estudada para ajudar na composição que gere a sensação esperada dentro de sites, estabelecimentos e até mesmo na forma com que nos vestimos.





Comentários